Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (62)99450-9072

Encontre o que deseja

NO AR

Vitória 87 FM

    Fiquei Sabendo

Mais de 50 pessoas vão parar em ambulatório após passarem mal por suspeita de intoxicação alimentar em resort, diz turista

Publicada em 25/04/22 as 08:01h por Vitória 87 FM - 24 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Vitória 87 FM)
Turistas precisaram de atendimento médico após passarem mal por suspeita de intoxicação alimentar em um resort de luxo em Rio Quente, no sul de Goiás. Segundo o administrador Andrei Gomes, de 49 anos, cerca de 50 pessoas, entre elas o filho dele, de 11, tiveram de ser levadas para o ambulatório do complexo após comerem no restaurante de um dos hotéis.

Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Já o resort não soube informar o número exato de pessoas que precisaram de atendimento.

“Adultos, idosos e crianças que comeram as mesmas coisas, palmito, macarrão, vomitando muito. Muitos com diarréia, vômito, e outros com febre e dor de cabeça também”, relatou o homem

Em nota, a assessoria do complexo Rio Quente Resorts informou que normalmente o ambulatório recebe em torno de 20 a 30 pessoas por dia com algum tipo de indisposição, que pode ser gerada por alimentação, grande exposição ao sol, bebidas alcoólicas ou desidratação.

O resort divulgou que o número de atendimentos foi dentro da média, levando em consideração que a quantidade de clientes estava três vezes maior por ser feriado. O incidente aconteceu no último sábado (23).

Segundo o turista, que mora em Aparecida de Goiânia, no período em que ele estava no ambulatório, mais de 50 pessoas foram atendidas, mas haviam mais pessoas nos hotéis passando mal.
O complexo divulgou que o caso está sendo acompanhado por uma equipe de nutricionistas do resort, mas que não houve nenhum caso grave. Segundo a assessoria, os alimentos foram enviados para análise e averiguação detalhada (veja nota completa no fim do texto).

A Prefeitura de Rio Quente informou que o Hospital Municipal não recebeu pacientes para este tipo de atendimento e nenhuma denúncia foi realizada. O órgão falou também que foi realizada há cerca de 60 dias uma inspeção sanitária na cozinha central do complexo, que não constatou irregularidades.

Mais de 50 pessoas vão parar em ambulatório após passarem mal por suspeita de intoxicação alimentar em resort, diz turista
Homem contou que o filho dele passou mal depois de comer em um dos hotéis, em Rio Quente. Já o resort, responsável pelo ambulatório, não soube informar o número exato de pessoas que precisaram de atendimento.
Por Michel Gomes, Jamyle Amoury e Roberto Vicente, g1 Goiás e TV Anhanguera

24/04/2022 16h31  Atualizado há 12 horas

     
Turistas são levados para ambulatório após passarem mal por intoxicação alimentar em resort de luxo em Rio Quente, Goiás — Foto: Arquivo Pessoal/Andrei Gomes
Turistas são levados para ambulatório após passarem mal por intoxicação alimentar em resort de luxo em Rio Quente, Goiás — Foto: Arquivo Pessoal/Andrei Gomes


Turistas precisaram de atendimento médico após passarem mal por suspeita de intoxicação alimentar em um resort de luxo em Rio Quente, no sul de Goiás. Segundo o administrador Andrei Gomes, de 49 anos, cerca de 50 pessoas, entre elas o filho dele, de 11, tiveram de ser levadas para o ambulatório do complexo após comerem no restaurante de um dos hotéis.

Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Já o resort não soube informar o número exato de pessoas que precisaram de atendimento.

“Adultos, idosos e crianças que comeram as mesmas coisas, palmito, macarrão, vomitando muito. Muitos com diarréia, vômito, e outros com febre e dor de cabeça também”, relatou o homem.
LEIA TAMBÉM:

VEJA VÍDEOS: Incêndio atinge o Hot Park, em Rio Quente
RELEMBRE: Gusttavo Lima é levado a hospital após intoxicação alimentar
GOIÂNIA: Procon autua 11 restaurantes de shopping de luxo por vender comida imprópria
Em nota, a assessoria do complexo Rio Quente Resorts informou que normalmente o ambulatório recebe em torno de 20 a 30 pessoas por dia com algum tipo de indisposição, que pode ser gerada por alimentação, grande exposição ao sol, bebidas alcoólicas ou desidratação.

O resort divulgou que o número de atendimentos foi dentro da média, levando em consideração que a quantidade de clientes estava três vezes maior por ser feriado. O incidente aconteceu no último sábado (23).


Segundo o turista, que mora em Aparecida de Goiânia, no período em que ele estava no ambulatório, mais de 50 pessoas foram atendidas, mas haviam mais pessoas nos hotéis passando mal.

Rio Quente Resorts em Goiás — Foto: Divulgação/Redes Sociais Rio Quente Resorts
Rio Quente Resorts em Goiás — Foto: Divulgação/Redes Sociais Rio Quente Resorts

O complexo divulgou que o caso está sendo acompanhado por uma equipe de nutricionistas do resort, mas que não houve nenhum caso grave. Segundo a assessoria, os alimentos foram enviados para análise e averiguação detalhada (veja nota completa no fim do texto).

A Prefeitura de Rio Quente informou que o Hospital Municipal não recebeu pacientes para este tipo de atendimento e nenhuma denúncia foi realizada. O órgão falou também que foi realizada há cerca de 60 dias uma inspeção sanitária na cozinha central do complexo, que não constatou irregularidades.


Segundo a prefeitura, a Secretaria de Saúde fará nesta semana uma nova inspeção, tanto na cozinha, quanto sobre os casos procurados no ambulatório do complexo (veja nota completa no fim do texto).

O delegado da Polícia Civil informou que a corporação não recebeu informações sobre o caso.

Nota Rio Quente
Normalmente, o ambulatório do complexo recebe em torno de 20 a 30 pessoas por dia com algum tipo de indisposição, que pode ser gerada por alimentação, grande exposição ao sol, bebidas alcoólicas e/ou desidratação. Importante reforçar que o número de atendimentos realizados neste dia está dentro da média, levando em consideração que o número de clientes estava três vezes maior por ser feriado (alta ocupação).

De todas as refeições servidas são retiradas amostras para que a qualidade seja avaliada. Ou seja, temos um processo preventivo de análise que é seguido de forma criteriosa por nossa equipe.

No caso de ontem, houve um número um pouco maior na procura, o que está sendo acompanhado de perto pela equipe de nutricionistas do resort, que em está em contato com as pessoas atendidas. Não houve nenhum caso grave. Neste domingo (24), os atendimentos estão abaixo do número normal.

Já enviamos os alimentos para análise e averiguação mais detalhada. Também estamos levantando junto aos hóspedes se ingeriram alimentos na Esplanada de Rio Quente, que abriga feiras e vários restaurantes, já que a maior parte que procurou o ambulatório estava em um hotel externo do complexo.

Reforçamos que nosso compromisso com a saúde e segurança dos nossos hóspedes é prioridade e oferecemos tratamento emergencial para todos os clientes.

Nota Prefeitura de Rio Quente
A Prefeitura de Rio Quente, por meio da Secretaria de Saúde, esclarece que soube do fato por meio do Grupo Jaime Câmara. Não tivemos nenhuma procura no nosso Hospital Municipal para esse tipo de atendimento e, até o momento, nenhuma denúncia foi realizada.

A gestão municipal esclarece que foi realizada, por volta de 60 dias atrás, uma inspeção sanitária na cozinha central do complexo, sendo feita uma inspeção minuciosa, tendo acesso inclusive aos resultados dos exames feitos periodicamente por amostras de refeições através de laboratório. Todas elas com resultados negativos para possíveis irregularidades.

Entretanto, a Secretaria de Saúde realizará, nesta semana, uma nova inspeção, tanto na questão da cozinha quanto dos casos procurados no ambulatório do complexo.g1





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (62)99450-9072

Visitas: 52805 | Usuários Online: 7

Todos os direitos reservados