Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (62)99450-9072

Encontre o que deseja

NO AR

Vitória 87 FM

    Acidente

Polícia começa a ouvir testemunhas do acidente com aluna que está na UTI após bater a cabeça durante aula de ginástica

Publicada em 25/04/22 as 17:32h por Vitória 87 FM - 23 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Vitória 87 FM)
A delegada ainda conta que os funcionários podem responder por lesão corporal, caso seja provado que os alunos não estavam sendo monitorados.

“Se eles assumiram a posição de garantidor, de vigilante das crianças, se elas estavam monitoradas em horário de aula ou se foi uma atividade fora dos horários normais”, explicou a delegada.
Em nota ao g1, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou nesta segunda-feira (25), que as escolas contam com equipamentos para aulas de educação física, que levanta informações para esclarecer as causas do acidente, que há um protocolo a ser seguido pelos professores e que acompanha o tratamento da aluna (nota na íntegra ao fim do texto).


O caso aconteceu no dia 6 de abril, durante uma aula na quadra do Colégio de Tempo Integral (Cepi) Cruzeiro do Sul, onde Maria cursa o 3º ano do ensino médio. Desde então, a menina segue internada no Hugo.

Os pais da estudante denunciam que a filha se machucou em aula porque a escola não tinha a estrutura necessária para a atividade. Eles ainda disseram que amigos contaram que, após a queda, Maria ficou desmaiada por cerca de 15 segundos e convulsionou.

"[A escola] não fez os primeiros socorros, não acompanhou. [Na primeira unidade de saúde a que Maria foi levada], os médicos acharam que ela tinha um surto psiquiátrico porque não tinha ninguém da escola para endossar, dizer 'ela estava na minha aula e bateu a cabeça'", desabafou João batista Gomes, pai de Maria.

Colega conta como aconteceu
Prints mostram uma colega contando como Maria Eduarda caiu e bateu a cabeça durante a aula . As mensagens foram encaminhadas para a mãe de Maria, Cesiany Vieira Borges, no dia do acidente. A colega conta que as atividades foram passadas por uma professora de educação física, na quadra do colégio (veja abaixo).

“É como se fosse um mortal para trás com duas pessoas segurando”, disse a colega, que não teve o nome divulgado.
Nota da Seduc
Em atenção à solicitação de informações a respeito do acidente com a estudante Maria Eduarda Vieira Gomes, da 3º série do Ensino Médio do Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Cruzeiro do Sul, em Aparecida de Goiânia, ocorrido na quadra poliesportiva da escola durante a aula de Estudo Orientado, a Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) informa:
- As unidades escolares da rede pública estadual de ensino contam com equipamentos para aulas de Educação Física e práticas esportivas;
- A Seduc, por meio da Ouvidoria e da Superintendência de Educação Integral, faz o levantamento de informações com vistas a esclarecer as circunstâncias do acidente com a estudante;
- A Seduc também informa que há, na rede pública estadual, um protocolo para a assistência em casos que ocorram acidentes ou outros acometimentos que envolvam o bem estar físico dos estudantes, professores, servidores e equipe gestora;
- E, neste momento, a Seduc segue acompanhando o tratamento de saúde de Maria Eduarda e se une em oração aos seus familiares e amigos por sua plena recuperação.g1





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (62)99450-9072

Visitas: 52839 | Usuários Online: 11

Todos os direitos reservados